August 25, 2019

Está a ser uma época peculiar. Grandes favoritos partilham o estrelato com grandes surpresas, equipas que apostaram forte e gastaram muito dinheiro para serem competitivas estão a sofrer mortes lentas e equipas mais conservadoras na sua gestão estão a dar grandes saltos. Tem sido um ano curioso. Um exemplo? Hoje vamos falar de Andy Dalton e Peyton Manning, rivais de divisão. Um deles está a jogar pessimamente e o outro a incendiar a liga com a sua precisão de passe. Talvez não sejam é exatamente quem vocês pensam…

 

A força mental de Andy Dalton

“Sim, os Cincinnati Bengals estão a jogar bem, mas vão certamente perder contra os Seahawks”. “É uma história bonita, mas não confio em nenhuma equipa liderada por Andy Dalton”. “Quão bons podem mesmo eles ser? Por favor, é o Andy Dalton”. Este foi tipo de coisa que se vinha ouvindo pela liga fora à entrada desta quinta jornada. Apesar do arranque perfeito dos Bengals, o consenso era que o confronto contra os Seahawks iria fazê-los voltar á realidade, revelar as suas fraquezas. A principal delas? O tradicionalmente inconsistente Andy Dalton. Nos seus primeiros quatro anos na liga, Dalton tornou-se famoso (infame?) por ser muito bom quando joga com vantagem e ir-se abaixo quando a pressão aumenta. A título de exemplo, o jovem quarterback levou os Bengals aos playoffs todos os anos desde que chegou à liga, mas perdeu sempre no primeiro jogo, registando as embaraçosas estatísticas de um touchdown e seis interceções em quatro jogos. Mas este ano poderá ser diferente – e o jogo contra os Seahawks tornou-se um raio de esperança para os fãs de Cincinnati. A perder por 17 pontos à entrada do quarto período (e a mostrar sinais de insegurança), Dalton recuperou a sua força mental e liderou a sua equipa a um empate no último segundo. No prolongamento, mais um field goal ditou a vitória frente aos ex-campeões. Ao contrário do que é normalmente a perceção que temos de si, Andy Dalton está, este ano, a jogar especialmente bem nos momentos decisivos – lidera a liga em passer rating no quarto período. Ainda teremos de ver como o mentalmente renovado Dalton se comporta no caldeirão fervente dos playoffs, mas, pela primeira vez na sua carreira, o receio está a ser substituído pela esperança.

 

Apesar de Peyton Manning

Na liderança conjunta da AFC com os Bengals, estão os Denver Broncos. Para um adepto da NFL que só tivesse conseguido começar a acompanhar esta temporada a partir de hoje, nada de muito estranho se estaria a passar. É claro que os Denver Broncos têm cinco vitórias em cinco jogos – são a equipa do Peyton Manning, uma lenda habituada a carregar a sua equipa às costas. Mas olhem outra vez, que este ano está a acontecer o oposto. Pela primeira vez desde 1998 (o seu ano de rookie), Manning tem mais interceções (7) que passes para touchdown (6) e tem, de um modo geral, demonstrado um rápido declínio nas suas capacidades. No jogo deste fim-de-semana, contra os Raiders, enviou dois passes falhados diretamente às mãos do veterano Charles Woodson, contra quem joga desde o início da sua carreira e que nunca lhe tinha conseguido antes fazer uma interceção. Valeu-lhe o brilhantismo do cornerback Chris Harris Jr., que, num drive que tinha tudo para dar a vantagem aos Raiders, realizou também ele uma interceção e levou a bola de um lado ao outro do campo para conseguir um touchdown defensivo e essencialmente entregar a vitória aos Broncos. A defesa dos Broncos tem sido, de longe, a melhor da liga, apoiada numa estelar linha secundária estelar com Harris Jr. e Aqib Talib e o melhor pass rush da NFL, liderado pelos incansáveis linebackers DeMarcus Ware e Von Miller. Mas, se querem ser verdadeiros candidatos ao título, vão precisar rapidamente que Peyton Manning encontre a fonte da juventude.

 

As várias personalidades da NFL

John Brown gosta de dançar…

dance.0.0

… Julian Edelman gosta de se esquivar…

NFL Round 5 Gif 2

… Gary Barnidge gosta de improvisar…

NFL Round 5 Gif 3

… e Nick Foles não é a favor de touradas.

NFL Round 5 Gif 4

 

Resultados 5ª Semana

INDIANAPOLIS COLTS – 27 X 20 – Houston Texans

CHICAGO BEARS – 18 X 17 – Kansas City Chiefs

Seattle Seahawks – 24 X 27 (OT) – CINCINNATI BENGALS

Washington Redskins – 19 X 25 (OT) – ATLANTA FALCONS

Jacksonville Jaguars – 31 X 38 – TAMPA BAY BUCCANEERS

New Orleans Saints – 17 x 39 – PHILADELPHIA EAGLES

CLEVELAND BROWNS – 33 X 30 (OT) – Baltimore Ravens

Saint Louis Rams – 10 X 24 – GREEN BAY PACKERS

BUFFALO BILLS – 14 X 13 – Tennessee Titans

ARIZONA CARDINALS – 42 X 17 – Detroit Lions

NEW ENGLAND PATRIOTS – 30 X 6 – Dallas Cowboys

DENVER BRONCOS – 16 X 10 – Oakland Raiders

San Francisco 49ers – 27 X 30 – NEW YORK GIANTS

PITTSBURGH STEELERS – 24 X 20 – San Diego Chargers

 

Nota: as equipas que jogam em casa estão à direita, tal como é apresentado nos sites de desporto norte-americanos.

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE