November 14, 2019

A última jornada da NFL teve, como seria de esperar, muita emoção. Muitos desejos alcançados e sonhos destruídos – como quando o Buffalo Bills derrotaram os New York Jets, abrindo caminho para os Pittsburgh Steelers. Também vimos os Arizona Cardinals a regressarem à terra com uma derrota pesada frente aos Seattle Seahawks e os Carolina Panthers a provarem definitivamente o seu valor com uma “statement win” frente aos Tampa Bay Buccaneers que lhes garantiu vantagem de casa ao longo dos playoffs. Acima de tudo, vimos o consolidar da corrida ao Super Bowl, com a descoberta das equipas que se vão defrontar na ronda “Wild Card” dos playoffs. Vamos olhar para o que vai acontecer este fim-de-semana:

 

AFC WILDCARD ROUND

Kansas City Chiefs @ Houston Texans

Duas equipas com percursos muito semelhantes defrontam-se neste jogo. Tanto os Kansas City Chiefs como os Houston Texans começaram muito mal e protagonizaram reviravoltas inesperadas para chegar aos playoffs. Ambas as equipas ganham jogos acima de tudo com a defesa – os Texans liderados pelo sobrenatural J. J. Watt e os Chiefs com uma temível linha defensiva que conta com Dontari Poe, Tamba Hali e Justin Houston. Ambas as equipas apostam muito no jogo de corrida e ambas fazem-no por necessidade. Isto porque não só têm poucas opções de passe (Maclin e Kelce nos Chiefs e apenas DeAndre Hopkins nos Texans são os únicos alvos remotamente relevantes que vão entrar em campo) como contam com quarterbacks de talento limitado. E é exatamente nesse duelo que se vai decidir este jogo. Porque embora Alex Smith seja mais conhecido por fazer passes precisos do que propriamente por grandes explosões ofensivas, é pelo menos um líder competente. Já Brian Hoyer… pois, vantagem Chiefs.

Vencedor: Kansas City Chiefs

 

Pittsburgh Steelers @ Cincinnati Bengals

De todas as equipas que chegaram aos playoffs deste ano, os Pittsburgh Steelers são provavelmente a mais desequilibrada. A defesa, apesar de se esperar que fosse ainda pior, não consegue melhor que mera competência. Já o ataque é provavelmente o mais explosivo em toda a liga, com “Big Ben” Roethlisberger a passar todo o jogo para dois melhores wide receivers em toda a liga – Antonio Brown e Martavis Bryant. Já os Cincinatti Bengals têm sido uma das equipas mais equilibradas na NFL, com um mix interessante de estrelas e bons jogadores complementares em todos os sectores. E, se tivessem a equipa completa, provavelmente seriam os favoritos. Mas a grande questão é que Andy Dalton, o quarterback titular, tem estado lesionado e há grandes dúvidas sobre se estará disponível para este arranque dos playoffs. Por outro lado, o suplente, AJ McCarron, tem sido perigosamente inconsistente. E, vamos ser sinceros, Dalton não tem propriamente um grande historial de sucesso nos playoffs. Devido a toda esta incerteza, os Steelers deverão ter uma leve vantagem.

Vencedor: Pittsburgh Steelers

 

NFC WILDCARD ROUND

Seattle Seahawks @ Minnesota Vikings

Os Seattle Seahawks e os Minnesota Vikings são equipas muito semelhantes em quase todas as vertentes do jogo. Ambos têm defesas coriáceas que anulam quase totalmente o jogo de corrida adversários e linhas secundárias que adoram fazer a vida miserável a wide receivers. Do outro lado, ambas se focam maioritariamente no running game e usam a mobilidade dos seus quarterbacks para ganhar tempo para abrir linhas de passe longo para os seus receivers (relativamente) medianos. A grande diferença que as separa está na experiência. Os Seahawks têm sido consistentemente excelentes nos últimos anos, durante os quais ganharam um Super Bowl e disputaram outro. Já os Minnesota Vikings têm uma das equipas mais jovens em toda a liga. Ajuda muito jogar em casa e contar com o talento imortal de Adrian Peterson, mas duvido muito que seja suficiente. Os Seahawks são os claros favoritos e há uma forte possibilidade de este jogo degenerar numa tareia.

Vencedor: Seattle Seahawks

 

Green Bay Packers @ Washington Redskins

Há duas coisas muito importantes a reter antes de fazermos quaisquer previsões sobre este jogo. 1) Kirk Cousins tem sido surpreendentemente bom para os Washington Redskins este ano. Mais do que apenas competente, o quarterback tem mostrado uma capacidade inesperada para assumir as rédeas do momento nos últimos minutos de jogos decisivos. 2) Aaron Rodgers é muito, muito melhor que Kirk Cousins. E se os jogos fossem exclusivamente decididos por quem tem o melhor quarterback, isto seria o fim da conversa. Mas não são. Mais do que em qualquer outro desporto, a ligação e química entre os vários sectores de cada equipa é crucial no futebol americano. E, principalmente nesta reta final, os Redskins têm uma equipa melhor. Defensivamente, estão milhas à frente dos Packers e, se juntarmos a isso a desgraça que tem sido a linha ofensiva de Green Bay, Rodgers vai ter uma noite muito longa. Assim, e não acredito totalmente que estou a dizer isto, os Redskins são os destacados favoritos.

Vencedor: Washington Redskins

 

Para aguçar o apetite

Para ser campeão na NFL é necessária excelência nos dois lados do campo. Termino o texto desta semana com dois exemplos disto mesmo retirados da 17ª jornada. Começo com esta receção incrível de A. J. Green…

E deixo-vos com esta interceção impossível de Micah Hyde.

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE