December 10, 2018

 

André Silva, emprestado pelo A.C. Milan, já leva 8 golos na Liga Espanhola e tem sido um dos grandes pilares do Sevilha, conjunto treinado por Pablo Machín.

 

Ao fim de 13 jornadas temos uma Liga Espanhola que parece pautar pelo equilíbrio, algo que já não se via há muito tempo. Com um Real Madrid a sentir, claramente, a falta de Cristiano Ronaldo e Zinedine Zidane, com o campeão em título, Barcelona, a mostrar bastantes dificuldades, o líder é agora o Sevilha, onde actuam os portugueses André Silva (emprestado pelo A.C. Milan) e Daniel Carriço.

 

O Real Madrid, agora treinado por Santiago Solari juntou a humilhante derrota, em casa do Eibar por 3-0 este fim-de-semana, a outros péssimos resultados já alcançados esta época, como a derrota caseira frente ao Levante por 2-1, a goleada sofrida em Barcelona (sem Lionel Messi) por 5-1 e, ainda, um 3-0 em Sevilha – num jogo onde André Silva fez uma excelente exibição e facturou por duas ocasiões. Em 39 pontos possíveis, o Real Madrid tem pouco mais de metade: 20. Péssimo para uma equipa que é “apenas” tricampeã Europeia!

 

O novo treinador Santiago Solari, que veio substituir Julen Lopetegui depois da dura derrota frente ao rival Barcelona, ainda conseguiu vencer por duas ocasiões na Liga, mas acabou por perder frente ao Eibar. Como já disputou mais de 4 jogos pelo clube, deixou de ser interino e passou a ser mesmo o treinador principal do clube.

 

Com apenas mais 5 pontos que o rival e a 1 do Sevilha, está o campeão em título, o Barcelona, que também não parece numa fase muito animadora. Apesar das claras vitórias frente ao rival Real Madrid (5-1) e frente ao actual líder da Liga, por 4-2, o conjunto de Ernesto Valverde, já perdeu em casa do Levante, à 6ª jornada (numa altura, em que a equipa da casa, apenas tinha conquistado 1 ponto!) e foi surpreendido em casa, frente ao Bétis, ao perder por 4-3, num jogo onde William Carvalho esteve em grande destaque!

 

Resumo do Barcelona 3-4 Bétis, da 12ª jornada da La Liga

 

 

Uma das razões, pode ser o caso de Dembelé, que parece estar em maus lençóis e de saída do clube catalão depois das recentes polémicas, deixando o balneário já farto das atitudes do jovem jogador francês. A turma de Valverde, já leva 19 golos sofridos, em apenas 13 jogos, apenas menos 10 do que aqueles que sofreu, em todos os jogos da Liga, na época transacta!

 

 

Mas, todos estes factos não podem tirar mérito ao Sevilha, que tem vindo a praticar um futebol bastante positivo. Com 25 golos em 13 jogos, são o 2º melhor ataque da Liga (apenas atrás do Barcelona, que tem… mais 10 golos marcados!), onde se destaca a dupla de avançados André Silva e Ben Yedder, com 8 e 6 golos, respectivamente.

 

 

Aproveitando o empate a uma bola entre Barcelona e Atlético Madrid (2º e 3º lugar, respectivamente), no dia anterior, a turma de Pablo Machín, venceu o Valladolid por uma bola a zero, em casa, com mais um golo de André Silva, que continua em grande forma, depois de uma má época, em Itália. Apesar de ter sido uma vitória pela margem mínima, devolveu a liderança ao Sevilha, cinco jornadas depois.

 

Pequeno resumo do jogo Sevilha 1-0 Valladolid, da 13ª jornada da La Liga

 

 

Paulo Machín, treinador do Sevilha, está no comando do clube desde o início da época, depois do excelente trabalho efectuado no Girona, onde conseguiu uma subida inédita à 1ª Liga e um 10º lugar no 1º escalão, no ano seguinte.

 

O Presidente, José Castro Carmona, investiu bastante no plantel, gastando mais de 80M de euros esta época, em reforços como Quincy Promes (ex-Spartak Moscovo), Aleix Vidal (ex-Barcelona), Sergi Gomez (ex-Celta Vigo), Tomas Vaclik (ex-Basel) ou André Silva (emprestado pelo A.C.Milan), procurando dar mais profundidade ao plantel, que perdeu jogadores importantes como Steven Nzonzi ou Clément Lenglet.

 

A táctica usada pelo treinador é um 3-4-1-2, com os centrais Sergi Gomez, Daniel Carriço e Simon Kjaer. Para a ala esquerda, Sergi Escudero e Guilherme Arana são as opções e para a direita, Machín opta por Jesus Navas, tendo Aleix Vidal como a principal alternativa. Roque Mesa, Ever Banega e Pablo Sarabia, por norma, constituem o tridente do meio-campo, com André Silva e Ben Yedder como dupla de ataque! O guarda-redes é o reforço desta época: Tomas Vaclik.

 

Apesar de ter sido utilizado várias vezes na época passada, o colombiano Luis Muriel, que foi alvo do Sporting neste mercado de Verão, não tem tido muitas oportunidades, assim como um velho conhecido do futebol Português, o experiente Nolito (ex-Benfica), que ainda só jogou 51 minutos (divididos entre 2 jogos) na Liga, sendo, neste momento, mais opção para a Liga Europa.

 

Maxime Gonalons, mais um reforço da equipa da Andaluzia, proveniente da A.S. Roma, começou a época a titular, mas sofreu uma lesão ainda no mês de Setembro e ainda não regressou aos relvados, podendo ainda ficar mais uns meses parado.

 

Apesar da grande campanha do Sevilha até agora, o clube andaluz ocupa a 2ª posição no grupo J da Liga Europa, com 9 pontos, os mesmos do líder Krasnodar, que leva vantagem devido a uma vitória frente ao Sevilha, por 2-1, na 2ª jornada. Esta quinta-feira, viajam até à Bélgica, para um embate com o Standard Liége e, em caso de vitória, assegura a passagem aos 32-avos de final. São, sem dúvida, uma equipa a ter muito em conta, nesta prova, visto que já a conquistaram por 5 vezes (é o clube com mais Taças UEFA/Ligas Europa conquistadas!), tendo vencido a primeira em 2006.

 

O próximo jogo para a Liga será em casa do Alavés, a equipa sensação da Liga, que ocupa a 4ª posição, apenas a 3 pontos da liderança. Será disputado no domingo, dia 2 de Dezembro, às 19.45h (hora portuguesa).

 

Miguel Palha

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE