December 15, 2017

 

 

Caros leitores,

 

Finalmente o Domingos arriscou e o resultado está à vista, embora pudesse ter escolhido um onze diferente na minha opinião.

 

 

Uma coisa é certa, ontem houve alguém que aprecio que se destacou em campo, André Sousa e depois de já ter marcado na jornada passada um belíssimo chapéu ao Moreira, desta vez marcou um livre irrepreensível e um golaço de levantar o estádio, que podem ver aqui:

 

 

e aqui:

 

 

O André foi muitas vezes injustiçado, tendo mostrado ontem em campo o porquê de ser para mim um dos melhores do plantel, sempre disponível para ajudar na defesa e sempre pronto para mostrar os seus atributos na frente. O nosso “Lampard” do Restelo!

 

Outra das boas surpresas que o Domingos apresentou no onze titular foi a inclusão do Tiago Caeiro, permitindo uma mobilidade extra ao Maurides que culminou no primeiro golo da equipa. Ele próprio não marcou no jogo, porque o Guarda Redes do Feirense fez uma belíssima defesa.

 

 

O jogo em si, mostrou um Belenenses mais solto e com mais confiança devido à vitória da jornada passada, mas o resultado deve-se também a uma fragilidade “anormal” por parte do Feirense, também justificada pela ausência do motor da equipa, o Tiago Silva.

 

 

No meu entender o Domingos mexeu mal na equipa na 2ª parte, principalmente na saída do Tandjigora.

 

Quanto aos jogadores que participaram nesta jornada, deixo a minha opinião:

 

– Muriel Becker – Tem sido o líder da defesa do Belenenses, e mais uma vez mostrou segurança, num jogo bastante mais fácil do que tem sido

– Florent Hanin – É um jogador muito combativo e mais uma vez fez um bom jogo

– Gonçalo Silva – Tem sido o verdadeiro capitão do barco

– Nuno Tomás – Mais um bom jogo do Nuno, falhou no golo do Feirense, mas no geral esteve bem, tendo ainda feito a assistência para o primeiro golo do Maurides

– André Geraldes – Sem o apoio habitual do Diogo Viana, teve muitas vezes que fazer o corredor direito sozinho e fez um bom jogo

– Bakary Saré – Continuo a achar o Bakary lento e pesado, no entanto forte no jogo aéreo

André Sousa* – Que jogo do André, é um orgulho enorme vê-lo a bisar no jogo e com a classe e qualidade que nem sempre as pessoas conseguem ver, e que eu felizmente ao longo do tempo tenho visto e admirado. Para mim o melhor em campo

– Merlin Tandjigora – O motor da equipa, não percebo o porquê de sair aos 80 minutos, quando é o todo o terreno da equipa

– Yebda – É um jogador possante, mas continua a não conseguir convencer-me

– Tiago Caeiro – Correu muito atrás da bola, prendeu a defesa como lhe era pedido por forma a libertar o Maurides, o que acabou por ditar o primeiro golo. Aos 48 minutos quase marcava, não fosse a brilhante defesa do Caio Secco

– Maurides – Finalmente o tão esperado golo, após uma brilhante abertura do Nuno Tomás. Ainda teve tempo de assistir o Benny para o quarto golo

– Benny – Mais um da formação que está a ganhar um lugar no Belenenses, tem sido lançado nos últimos jogos e tem correspondido, tendo inclusivamente marcado o último golo do jogo

– Cleyton – Parece-me pesado e sem nenhum ritmo competitivo. Não percebi o porquê de ter entrado e pouco fez no tempo em que esteve em campo

– Roni – O jogo pedia Miguel Rosa para segurar a bola e termos um jogo mais pensado e o Domingos lançou o Roni que no meu entender pouco ou nada trouxe ao jogo

 

Próximo jogo em casa contra um adversário muito complicado, que depois de vencer o Marítimo está novamente na senda das vitórias.

 

 

 

 

 

 

 

Hugo Morgado

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE