December 15, 2017

 

Caros leitores,

 

Manter o onze que nos deu a vitória na semana passada foi o segredo para o sucesso desta semana. Houve dois jogadores que sobressaíram ontem no jogo para mim, o Tanjigora e o Muriel. Ontem tive um sabor que há muito não tinha, não é que seja propriamente agradável no momento, mas sofrer para garantir a vitória foi algo que já não acontecia faz algum tempo e que sabendo o desfecho, sabe muito bem!

 

Uma coisa é certa, sofremos mas soubemos agarrar o Guimarães pelos testículos.

 

 

O homem do momento no Belenenses é o Tandjigora, que ontem marcou um belíssimo golo de livre, foi uma #Tandjibomba

 

 

Quanto ao jogo, uma primeira parte em que dominámos, e uma segunda parte completamente diferente até pelas mexidas do Domingos, que mais uma vez no meu entender mexeu mal, uma vez que se remeteu para a defesa num jogo em que precisávamos de sacudir a pressão para o ataque, felizmente tivemos uma defesa competente e um Guarda-Redes intransponível.

 

 

Quanto aos jogadores:

 

– Muriel Becker – Mais um jogo em que fez a diferença, um verdadeiro comandante da defesa que corresponde com enormes defesas

– Florent Hanin – Mais um jogo de alta rotação, criando oportunidades no ataque e estando sempre presente na defesa

– Gonçalo Silva – Um dos segredos de não sofrermos golos é a solidez defensiva que tem no capitão o seu expoente máximo

– Nuno Tomás – Juntamente com o Gonçalo têm mostrado um bom entrosamento e uma solidez defensiva muito agradável

– André Geraldes – Neste sistema vê-se mais, e tira-se melhor proveito do seu forte que é a velocidade, andou abaixo e acima como o Florent no outro lado do terreno, embora os ataques perigosos terem sido mais abundantes do lado esquerdo

– Bakary Saré – Uma primeira parte boa a trancar a sete chaves a defesa do Belenenses, teve bastante mais dificuldades na segunda parte

– André Sousa – Os ataques perigosos do Belenenses têm sido maioritariamente daquele lado e muito se deve ao André

Merlin Tandjigora* – O F-16 da equipa, aliou a velocidade estonteante que nos tem habituado a uma #TandjiBomba para a baliza. Estou completamente rendido ao Tandji por tudo o que tem dado à equipa

 

 

– Yebda – Percebo a ideia do Domingos para dar músculo ao meio campo a inclusão do Yebda e continua a ser capaz do melhor e do pior. Não sei se justifica a inclusão dele no onze titular

– Tiago Caeiro – Mais uma vez o Guarda-Redes adversário nega o golo ao Tiago, sendo que mais uma vez a titular manteve a regularidade que trouxe no jogo anterior soltando o Maurides e fixando os centrais, puxando a si essa responsabilidade

 

 

– Maurides – Um jogo que o esgotou, principalmente na segunda parte, uma vez que com a alteração tática após a saída do Tiago Caeiro o fez descair mais para a ala trazendo o Benny a fazer de um falso avançado

– Benny – É um gosto ver a evolução do Benny dentro do Belenenses, a pouco e pouco vai-se mostrando e é em jogos destes onde tem mais dificuldade de aparecer que ele evoluirá mais

– Miguel Rosa – Mais uns minutos para o Miguel que ainda procura o seu ritmo, o ritmo que nos habituou a ver. Foi uma boa aposta, mas ainda longe daquele Miguel que precisamos

– Cleyton – Numa altura em que se pedia alguém para o ataque para prender mais o Guimarães e afastá-lo da nossa defesa, pomos o Cleyton para os puxar ainda mais para a nossa área. Shame on you Domingos, Shame on you!

 

Agora uma paragem importante, uma vez que precisamos de recuperar os lesionados e trabalhar melhor a equipa. O próximo jogo será nos Açores com um grau de dificuldade elevado porque se trata da Taça de Portugal e temos as nossas aspirações.

 

 

 

 

 

 

 

 

Hugo Morgado

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE