October 19, 2018

Neste primeiro artigo apresento-vos, de forma breve, possíveis definições para alguns dos principais conceitos no campo da atividade física, exercício, desporto, educação e saúde. Por vezes acontece que conceitos como atividade física, desporto e exercício, entre outros, são confundidos entre si embora não sejam sinónimos. De facto, não existe uma definição universalmente aceite destes conceitos pois há diferentes entendimentos sobre os mesmos. Porém, uma vez que ao longo dos nossos artigos utilizaremos frequentemente estes conceitos, para termos um entendimento mútuo, importa desde já clarificá-los.

 

Estilo de vida

O termo estilo de vida (Lifestyle) está muito em voga e surge associado a conceitos como atividade física e nutrição. Pode ser definido como uma forma de viver caraterizada por padrões de comportamento identificáveis que refletem as atitudes, interesses e escolhas pessoais que podem afetar a saúde e a qualidade de vida dos indivíduos. Nos nossos artigos, o foco incidirá em indicadores relacionados com prática de atividade física, sedentarismo, mas também em outros como a nutrição, o alcoolismo, o tabagismo e o sono. Atendendo a estes indicadores, já pensou qual é o seu estilo de vida e qual o impacto que este poderá ter na sua saúde e bem-estar?

 

Saúde

Em 1948, a Organização Mundial da Saúde(1)definiu saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças. Esta definição tem sido elogiada pelo facto de considerar que o simples facto de alguém não estar doente não significa que é saudável. Assim, o clássico “não estou gordo, por isso estou bem de saúde” não se aplica. Por outro lado, definir a saúde como um estado completo de bem-estar fazer parecer com que a saúde seja inatingível. Um dos principais fatores que pode contribuir para a melhoria da sua saúde é a prática regular de atividade física.

 

Atividade física – Definição

Atividade física é frequentemente definida como qualquer movimento corporal realizado pelo sistema músculo esquelético que resulta no aumento do dispêndio energético(2). Mas será que estar sentado, a mexer simplesmente os dedos para escrever este artigo, conta como atividade física que pode beneficiar a minha saúde? Pois bem, é importante considerar que para se obterem benefícios ao nível da saúde, esse dispêndio energético tem de situar-se bem acima dos níveis repouso envolvendo por isso atividades que mobilizam grandes grupos musculares.

 

Atividade física – Recomendações para crianças/adolescentes e adultos

Que atividade física deve fazer para beneficiar a sua saúde? A Organização Mundial da Saúde(3)recomenda que as crianças e adolescentes, com idades compreendidas entre os 5 e 18 anos de idade, façam 60 minutos diários de atividade física com intensidade moderada a vigorosa.

Já os adultos, com idades entre 18 e 64 anos, devem realizar pelo menos 150 minutos de atividade física aeróbia de intensidade moderada ao longo da semana. Outra solução passam por fazer pelo menos 75 minutos de atividade física aeróbia de intensidade vigorosa ao longo da semana, ou uma combinação equivalente das atividades de intensidade moderada e intensa. Mas o que significa realizar atividade física com intensidade moderada ou vigorosa?

 

Atividade física – Intensidade

Recentemente dois amigos meus discutiam e perguntaram-me: “O que queima mais calorias? Andar de bicicleta ou correr?” Pois bem, depende das condições em que o realizam. O dispêndio energético é medido consoante o equivalente metabólico de repouso (MET), sendo que 1 MET equivale a 3,5 mLO2/kg/min. Por outras palavras, quando se está em repouso a intensidade é de 1 MET. No quadro 1 constata-se que a intensidade da atividade física pode ser classificada em leve, moderada ou vigorosa, de acordo com os METs, e os tipos de atividades.

 

 

Atividade física – Contextos

A atividade física pode ser ainda ser classificada quanto ao contexto como formal ou organizada (atividade física planeada, estruturada e orientada por um especialista). Por outro lado, pode ser informal ou não organizada (i.e. não orientada por um especialista; dançar com os amigos ou treinar no ginásio sozinho).

Segundo o Eurobarómetro de 2017 sobre atividade física e desporto(6), a falta de tempo é uma das principais barreiras apontadas pelos Portugueses e pelos Europeus para não realizar atividade física ou desporto? Assim, para além do contexto de lazer, pode ser importante considerar qual é a sua atividade física ao longo do dia-a-dia em contexto de trabalho, em casa e na deslocação casa-trabalho (se vai de carro, a pé ou de bicicleta).

Para realizar mais atividade física no seu dia-a-dia pode, por exemplo, passar a subir escadas em vez de utilizar o elevador, escolher caminhar em situações em que costumava ir de carro, simplesmente passear o seu cão mesmo quando não tem um(ou seja, caminhar durante 10 minutos por exemplo depois de almoço), fazer pausas e estar mais vezes em pé em vez de estar tanto tempo sentado.

 

Comportamento sedentário

Qualquer atividade, em que estando acordado e numa posição deitado ou sentado, o individuo tenha um dispêndio energético entre 1 e 1,5 MET. Por exemplo, ser “desportista de sofá” ou passar largas horas sentado ao computador sentado são consideradas atividades de comportamento sedentário que podem ser prejudiciais à sua saúde(6). No Eurobarómetro de 2017(3), 34% dos Portugueses reportaram passar mais de 5h30 por dia na posição de sentado. E você? Quantas horas sentado passa por dia?

 

Exercício Físico

É considerado uma subcategoria da atividade física. Pode ser definida como uma atividade planeada, estruturada e repetitiva para manter ou melhorar uma ou mais componentes da aptidão física e saúde(1).

 

Aptidão física (Fitness)

É a habilidade para a realização das tarefas diárias sem que haja rápida instalação de fadiga(7). Esta é uma definição inclusiva que pode envolver movimentos desde levantar-se da cama até um qualquer movimento de performance desportiva que pode requer, por exemplo, bastante força e velocidade. Pode incidir nos seguintes componentes: resistência cardiorrespiratória, força e resistência muscular, flexibilidade, equilíbrio, velocidade e composição corporal.

 

Desporto

De acordo com a Carta Europeia do Desporto, que Portugal subscreve na integra, no âmbito de uma campanha de “Desporto para todos” este pode ser definido como todas as formas de atividade física que, através de uma participação organizada ou não, têm por objectivo a expressão ou melhoramento da condição física e psíquica, o desenvolvimento das relações sociais ou a obtenção de resultados na competição a todos os níveis.

 

Educação Física

A disciplina de Educação Física é a única do currículo escolar que desenvolve as habilidades motoras e promove a prática de atividade física. De acordo com os Programas Nacionais de Educação Física(9)um dos seus principais objetivos é proporcionar aos jovens aprendizagens integradas nas áreas das atividades físicas, aptidão física e conhecimentos, de forma a contribuir para a formação de cidadãos fisicamente mais ativos e com um estilo de vida saudável.

Em Portugal, está previsto em lei que se lecione educação física com qualidade desde a educação pré-escolar (confirmar, por exemplo, as orientações curriculares para o pré-escolar), ensino básico (primeiro ciclo inclusive!) e ensino secundário (confirmar por exemplo programas nacionais de educação física).

 

Literacia física

Segundo Associação Internacional de Literacia Física(10), a Literacía Física pode ser descrita como a motivação, confiança, competência física, conhecimento e compreensão de valorizar e assumir a responsabilidade por praticar atividade física ao longo da vida. Este é um termo que tem sido cada vez mais utilizado no contexto internacional e que tem sido apresentado como possível unificador dos vários campos da atividade física, desporto e educação física.

 

Em suma, ao longo do presente artigo apresentámos possíveis definições para conceitos como estilo de vida, saúde, atividade física, desporto, exercício e literacia física. Muitos destes conceitos serão abordados detalhadamente em artigos futuros. No próximo artigo analisaremos o estilo de vida dos adultos europeus e, em particular, dos Portugueses. Qual é o seu estilo de vida?

 

Referências

1 World Health Organization (1948). Constitution of the World Health Organization. Retirado em 11/9/2018 de http://www.who.int/about/mission/en/

2Caspersen, C., Powell, K., & Christenson, G. (1985). Physical activity, exercise, and physical fitness: definitions and distinctions for health-related research. Public Health Reports, 100, 126-131

3World Health Organization (2010). Global recommendations on physical activity for health. Geneva.

3 Eurobarómetro 2017. Desporto e atividade física. Retirado em 11/9/2018 de

https://ec.europa.eu/sport/news/2018/new-eurobarometer-sport-and-physical-activity_en

4Ainsworth et al. (2011). Compendium of Physical Activities: A Second Update of Codes and MET Values. Medicine and Science in Exercise and Sports, 43(8), 1575–1581.

5Butte, N. et al. (2018). A Youth Compendium of Physical Activities: Activity Codes and Metabolic Intensities. Medicine and Science in Exercise and Sports. 50(2), 246–256.

6 Biswas, A. et al., (2015). Sedentary Time and Its Association With Risk for Disease Incidence, Mortality, and Hospitalization in Adults. A istematic review and meta-analysis.Annals of Internal Medicine, 162(2), 123-132. doi: 10.7326/M14-1651

7U. S. Department of Health and Human Services (1996). Physical Activity and Health: A Report of the Surgeon General. Washington DC: USDHHS.

8 Conselho da Europa (1992). Carta Europeia do Desporto. Retirado em 11/9/2018 de http://www.idesporto.pt/DATA/DOCS/LEGISLACAO/Doc120.pdf

9 Jacinto, J. et al. (2001). Programa de Educação Física (Ensino Secundário). Ministério da Educação.

10 International Physical Literacy Association (IPLA). (2018). Defining physical literacy. Retirado em 11/9/2018 de: https://www.physical-literacy.org.uk

admin

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE