February 25, 2018

Fevereiro, o mês dos Namorados, é também o mês mais curto do ano. Coincidência? Não me parece. Mas o que é ainda menos uma coincidência é o facto de ser o mês do rearranque da Liga dos Campeões da UEFA, e mais importante, o mês do All Star Game da NBA!

Este ano, o dia de São Valentim calha numa quarta-feira, dia de Real Madrid vs. Paris Saint-Germain e de FC Porto vs. Liverpool FC. Muitos adeptos de desporto tomaram a firme decisão de prescindir do jantar romântico que as suas caras-metades esperam nesse dia para desfrutar de dois grandes jogos de Champions League. E digo bem cara-metade sem especificar o género, porque ao contrário da ideia pré-concebida que por aí corre, também há muitas mulheres adeptas de desporto, e fãs o suficiente para trocar um jantar de São Valentim por dois jogos de futebol bombásticos!
No dia em questão, este diálogo será a coisa mais corrente em muitos lares:

 

– Amor, pensei que quando dizias que não íamos fazer nada para o dia dos Namorados por causa da Champions estavas a brincar!
– Não estava. Nós namoramos todos os dias, mas o Real não joga todos os dias contra o PSG. Ainda por cima agora que eles têm o Neymar… Vai ser o primeiro confronto do prodígio brasileiro contra os antigos arqui-rivais!
– A sério que estás a pôr a nossa relação ao nível de um jogo de futebol?
– Sejamos racionais: a nossa relação não depende de um dia no ano, temos que trabalhar nela todos os dias. E isso quer dizer fazer concessões. Como acompanhar-te às compras sábado à tarde durante horas. Ou deixares-me ver os oitavos de final da UCL.
– UCL? Pensei que era só um jogo da Champions, afinal também vais ficar a ver aqueles combates sangrentos?
– Combates…? NÃÃÃÃO! Isso é UFC! UCL é Uefa Champions League.
– Já percebi, tudo é mais importante para ti do que a nossa relação! Se é assim vou sair com as minhas amigas! Vamos a um bar. No dia de namorados, não hão-de faltar solteiros a mostrar mais interesse do que tu…
– Boa sorte. O meu palpite é que estarão todos a fazer o mesmo que eu, mas diverte-te. Agora sai da frente, por favor, que o jogo vai começar.

 

A maioria dos protagonistas deste debate contará com o fim-de-semana para recuperar a situação. E se for TAMBÉM adepto/a de basket, o facto de o NBA All Star Weekend ser no fim-de-semana logo a seguir não vai ajudar; mas o facto de decorrer durante a madrugada deste lado do Atlântico vai facilitar a gestão dos eventos.

 

Sexta-feira depois do trabalho, surpreender a referida cara-metade com um bouquet de rosas vermelhas, ir a um restaurante da moda, comer pratos extremamente bem decorados e pouco “atestados”, ir ouvir música num barzinho simpático, beber uns copitos e namorar como no primeiro dia, e depois de totalmente reconciliados por causa da zanga de quarta-feira, passar uma tórrida noite de paixão. Euh… uma tórrida noite neste caso equivale a acabar tudo a tempo de estar à frente do ecrã de televisão às 2h da manhã GMT/UTC+0 para ver o Kickstart Rising Stars Game (antigamente conhecido como o Rookie Game) entre o Team World e o Team USA. Os melhores jovens da Liga americana enfrentam-se, divididos entre americanos e não americanos, o que já não é uma novidade, e demonstra cada vez mais que os estrangeiros enriqueceram e de que maneira o jogo da NBA (chupa, Donald Trump! Apesar de alguns virem de shithole countries, estão entre os melhores jogadores do planeta!)

 

World Team: Bogdan Bogdanovic, Dillon Brooks, Joel Embiid, Buddy Hield, Lauri Markkanen, Jamal Murray, Frank Ntilikina, Domantas Sabonis, Dario Saric, Ben Simmons.

USA Team: Lonzo Ball, Malcolm Brogdon, Jaylen Brown, John Collins, Kris Dunn, Brandon Ingram, Kyle Kuzma, Donovan Mitchell, Dennis Smith, Jr., Jayson Tatum.

 

Pois é, amigos… Como é um All Star Weekend, ocupa-nos a madrugada de sexta para sábado, de sábado pra domingo e de domingo pra segunda. Portanto, se a vossa relação sobreviver à primeira salva, é bom que tenham energia durante o dia de sábado para manter o clima de lua-de-mel, porque na madrugada seguinte começa outro combate épico: Skills Challenge, Concurso de Triplos e Concurso de Dunks! Os nomes dos participantes a estes concursos estavam ainda no segredo dos deuses aquando da redacção deste texto, pelo que vos actualizaremos a posteriori, assim que tenhamos a informação completa.

 

A noite mais animada do fim-de-semana vai pedir muito red bull aos mais corajosos, mas não será nada comparado com a madrugada seguinte, portanto tratem de resolver todas as disputas conjugais de maneira definitiva se querem acompanhar a atracção principal do fim-de-semana no Staples Center: o ALL STAR GAME! E não será qualquer ASG, pois pela primeira vez, em vez de Este vs. Oeste, teremos um pick up game! Team LBJ vs. Team Steph Curry, as equipas foram escolhidas pelos capitães, entre os 22 escolhidos pelo público:

 

Team LeBron: LaMarcus Aldridge, Bradley Beal, DeMarcus Cousins (lesionado, substituído por Paul George), Anthony Davis, Kevin Durant, Kyrie Irving, Kevin Love, Victor Oladipo, Kristaps Porzingis, John Wall, Russell Westbrook, Paul George.

Team Stephen: Giannis Antetokounmpo, Jimmy Butler, DeMar DeRozan, Joel Embiid, Draymond Green, James Harden, Al Horford, Damian Lillard, Kyle Lowry, Klay Thompson, Karl-Anthony Towns.

 

Este novo formato é, quanto a mim, um dos primeiros passos da NBA para acabar com a polarização Este / Oeste, e pode ser um presságio do que há muito se vem pedindo para os Playoffs: que se qualifiquem as 16 equipas com os melhores resultados, e não as 8 melhores do Oeste e as 8 melhores do Este.

Seja como for, é unânime: o mês de Fevereiro é o mais curto do ano porque vem a seguir a Janeiro (que tem 47 dias), mas também e sobretudo por ser bastante intenso em termos emocionais para os amantes de futebol e basketball. E nem sequer vos falo do SuperBowl, que é já no próximo domingo, nem do Carnaval (outro tipo de desporto), que este ano calha dia 13…

 

Ricardo Glenn Baptista

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE