December 13, 2019

Devido à confusão festiva das últimas semanas, vou deixar por escrever as minhas crónicas de balanço das últimas duas jornadas da NFL. Em substituição vou já avançar para as minhas previsões sobre os jogos deste fim-de-semana, que marcam o arranque dos playoffs, com a ronda em que se defrontam os “piores” líderes de divisão contra os wildcards, ou os melhores de cada conferência entre os que não conseguiram liderar a sua divisão. Em jeito de balanço, deixo a nota que os Pittsburgh Steelers conseguiram evitar jogar fora durante todos os playoffs ao derrotar os Bengals na derradeira jornada, os Cardinals acabaram por perder a liderança da NFC para os ressurgentes Seattle Seahawks e os Carolina Panthers ressuscitaram a sua boa forma do ano passado no jogo decisivo contra os Atlanta Falcons, tornando-se os dúbios vencedores da pior divisão em toda a liga e apenas a segunda equipa a conseguir chegar aos playoffs com um registo negativo no final da temporada.

O que podemos esperar então destes primeiros duelos? Seguem as minhas previsões.

 

AFC WILDCARD ROUND

Baltimore Ravens @ Pittsburgh Steelers

Começamos com um duelo interessante, entre dois rivais com um histórico longo de animosidade mútua e que apresentam, este ano, estilos de jogo muito semelhantes. Ambas as equipas têm um running game fraco, mas não deveriam recorrer muito a ele de qualquer modo porque são ambas muito a defender nessa área do jogo. Por contraste, ambas têm linhas secundárias miseráveis (especialmente a dos Ravens) e passing games que já são especialmente fortes mesmo contra cornerbacks de topo. Será um choque se este jogo não acabar com ambas as equipas acima dos 30 pontos. No fim de contas, o que temos aqui é um duelo entre dois experientes quarterbacks: Joe Flacco e Ben Roethlisberger. “Big Ben” conta com o incrível Antonio Brown no seu arsenal. Vantagem Steelers.

Vencedor: Pittsburgh Steelers

 

Cincinnati Bengals @ Indianapolis Colts

Provavelmente o jogo mais “fácil” destes playoffs. Os Bengals têm tido enormes dificuldades em pressionar o quarterback adversário e dar tempo para pensar a um talento do calibre de Andrew Luck é uma receita para a desgraça. Adicionalmente, Andy Dalton é tão incrivelmente inconsistente – especialmente em jogos “grandes” – que até uma defesa tão porosa como a dos Colts não deverá suar muito durante todo o jogo. Quando se defrontaram este ano, os Colts trucidaram os Bengals por 27-0. SE a defesa dos Bengals mostrar uma garra renovada e SE Andy Dalton finalmente se livrar dos nervos de competir nos grandes palcos, talvez os fãs de Cincinnati possam ter uma alegria inesperada nestes playoffs. Mas essa alegria seria, como disse, muito inesperada.

Vencedor: Indianapolis Colts

 

NFC WILDCARD ROUND

Arizona Cardinals @ Carolina Panthers

Como as coisas mudam em tão pouco tempo. Há cerca de um mês atrás, com os Cardinals a liderar confortavelmente a NFC e os Panthers com apenas três vitórias, a única questão que restava era por quanto a equipa de Arizona ia ganhar. Mas, chegados aos playoffs, os Panthers têm quatro vitórias seguidas e os Cardinals já vão no seu terceiro quarterback. O pass rush dos Panthers não deverá ter dificuldades em importunar o inexperiente Ryan Lindley e impedir os Cardinals de explorar as fragilidades da sua linha secundária. Já Cam Newton e a sua linha ofensiva terão um teste duro contra a defesa demolidora de Arizona. Ainda assim, e correndo o risco de menosprezar a equipa que o treinador Bruce Aryans arrastou às costas para um surpreendente lugar nos playoffs, os Panthers têm (bizarramente) o favoritismo do seu lado.

Vencedor: Carolina Panthers

 

Detroit Lions @ Dallas Cowboys

Este duelo deverá ser especialmente competitivo. Os Lions só perderam a liderança da sua divisão mesmo na última jornada e mostraram-se incrivelmente competitivos durante todo o ano. O confronto a prestar atenção aqui é entre o front seven demolidor da equipa de Detroit, uma das melhores defesa na NFL, e a historicamente boa linha ofensiva dos Cowboys, que tem conseguido abrir brechas para as corridas do running back DeMarco Murray ao longo de todo a temporada. Tony Romo também parece estar recuperado das suas lesões e pronto para atirar para o seu alvo favorito – o wide receiver Dez Bryant. Com as notas extras de Matt Stafford estar a ter uma época algo inconsistente e o jogo decorrer em Dallas, o favoritismo tem de ir para os Cowboys.

Vencedor: Dallas Cowboys

 

O momento do ano pertence a Andrew Hawkins

Ponderei colocar aqui um apanhado dos melhores GIFs das últimas duas jornadas, ou mesmo um top 5 de toda a temporada, mas vamos numa direção diferente esta semana. Na sequência da morte do jovem negro Tamir Rice, de apenas 12 anos, por um elemento da polícia de Cleveland, o wide receiver dos Browns decidiu usar uma tshirt a exigir justiça pelo acontecido.

browns-hawkins-t-shirt-football.jpeg-1280x960

 

A ação não passou despercebida, claro, principalmente no contexto de tensão racial que se tem vivido com especial intensidade nos EUA nos últimos meses. Quando intimado a pedir desculpa por membros das forças da autoridade locais, Hawkins respondeu assim:

 

Muitos parabéns, Andrew Hawkins. Num mundo tão perturbado e confuso, vozes como a tua soam mais alto que o ódio.

 

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE