December 7, 2019

Caros leitores,

 

Após ausência imposta por deveres profissionais, regresso para nova crónica.

Ultrapassadas as quatro primeiras jornadas na Champions League podemos afirmar que o FC Porto tem estado em bom nível. O grupo G, em que todos os clubes são “futebol clube” ( ), os azuis e brancos estão na eminência de garantir a passagem aos oitavos de final. Considero que o jogo chave é contra o Chelsea, pois com apenas um empate fica garantido o primeiro lugar (assumindo que o Dínamo de Kiev não ganha no Dragão). Quero salientar a grande atitude da equipa nos jogos europeus e não fosse a rigidez mental de Lopetegui nos jogos difíceis, poderíamos não estabelecer limites e sonhar, jogo a jogo, com um desfecho de conquista.

A nível interno, o Porto tem falhado por culpa própria. Continuo a considerar que, atendendo à supremacia da posse de bola portista, a equipa remata poucas vezes às balizas adversárias, possibilitando que a solução “autocarro” retire pontos à equipa azul e branca. Acrescento que a rotatividade, por vezes imposta por Lopetegui, parece não permitir a consolidação da equipa. Verificamos isso muito bem nos momentos de aperto, em que alguns jogadores tentam resolver tudo sozinhos, manchando a dinâmica da equipa. Os próximos jogos poderão ser um exemplo disso mesmo (Tondela – Porto; União – Porto; Porto – P. Ferreira; Nacional – Porto). Será um teste muito importante para a equipa, pois caso não “fure o autocarro” poderão ser perdidos pontos muito importantes!

Por último, vou debruçar-me sobre as assistências de espectadores nos estádios da Liga NOS. Este ano tem sido um ano muito concorrido, principalmente entre os 3 grandes. Em número absoluto temos o Benfica com cerca de 293 mil espectadores em 6 jogos. No entanto, em termos relativos o FC Porto tem a melhor proporção de ocupação, com cerca de 82% contra 75% do SLB e 71% do Sporting (apenas tem 4 jogos em casa). Caso mantenham estes valores, estaremos presentes na melhor época de sempre!

 

Screen Shot 11-13-15 at 05.51 PM

 

Screen Shot 11-13-15 at 05.51 PM 001

 

Há que salientar que o 1º e 3º jogos em casa do FC Porto dizem respeito aos jogos contra o Vitória de Guimarães (96%) e Benfica (97%), respectivamente.

Em relação ao Benfica o 5º jogo foi contra o vizinho da 2ª circular, atingindo cerca de 97% de taxa de ocupação.

No Sporting os jogos com maior percentagem foram com Paços de Ferreira e Estoril Praia. Claramente o bom início de época tem traduzido numa boa assistência em Alvalade. A manter poderá ultrapassar percentualmente os rivais?

Em termos relativos, quero enaltecer o Marítimo com habitualmente ocupando 69% da capacidade do seu estádio, notável! A equipa que menos preenche o seu estádio são Os Belenenses, com uma média de 12% de taxa de ocupação por jogo. Será efeito dos pastéis de nata que retêm os adeptos gulosos?

Em suma, seja por motivos de forma da equipa, monetários ou de disponibilidade, quem pode vá apoiar a sua equipa aos estádios!

 

Saudações Portistas

 

Rafael Cunha

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE