August 25, 2019

No artigo desta semana visitamos os feitos de lendas vivas e o declínio de uma equipa que prometia muito mais. Nada na NFL está seguro durante muito tempo – bem, com a possível excepção do talento de Peyton Manning, que, estou convencido, vai morrer aos 150 anos ainda a atirar passes para touchdown.

 

Peyton Manning recordista

Esta semana, os Denver Broncos destruíram os San Francisco 49ers – considerados por muitos uma equipa ainda bastante boa – por uns humilhantes 42-17. Um resultado que teria sido um tópico quente de conversa esta semana não fosse o facto de Peyton Manning ter escolhido também esse dia para completar 510 passing touchdowns de carreira, superando a (supostamente impossível de bater) marca de 508 detida previamente pelo imortal Brett Favre. O mais assustador? Manning não parece estar com vontade de parar. Mesmo com 38 anos, o quarterback dos Broncos vem de uma época em que bateu o recorde de touchdowns numa temporada (com 55) e este ano está num ritmo que, a manter-se, o fará chegar novamente aos 50. Será possível que este veterano ainda conseguirá chegar ao redondo e absurdo número de 600 touchdowns de carreira? Diria que é impossível, mas não nos podemos esquecer que estamos a falar de Peyton Manning.

 

O que se passa com os Seahawks?

Bem menos impressionante têm estado os campeões em título, que tiveram um fim-de-semana especialmente turbulento. Começou por terem mandado Percy Harvin (possivelmente o melhor wide receiver da equipa) para os New York Jets, surgindo depois rumores de que o irascível atleta teria tido conflitos com vários colegas no plantel. Seguiu-se o jogo contra os Saint Louis Rams, que só tinham vencido ainda um jogo e que fizeram a equipa de Seattle sofrer a segunda derrota consecutiva e cair para um pedestre registo de 3-3. Apesar do ataque dos Seahawks estar algo disperso e confuso este ano, sem aparentemente saber se devem passar ou correr com a bola a cada jogada, é na defesa que se tem demonstrado o maior declínio. Depois de terem sido dos melhores a pressionar o quarterback e a forçar turnovers aos ataques adversários, estão no fundo da tabela este ano. A época ainda não está perdida, mas a recuperação tem de começar a curto prazo para os (ainda) campeões em título.

 

Hard Knock Life

A vida é dura na NFL. Tanto para o running back Jamaal Charles a marcar um touchdown

 

… como para o running back Giovani Bernard que mal teve tempo para respirar…

 

… como para uma criança a começar a aprender o jogo…

 

… ou simplesmente para a senhora a trabalhar na equipa de segurança do estádio.

 

A vida é dura na NFL.

 

Resultados da 7ª Semana:

New York Jets – 25 X 27 – NEW ENGLAND PATRIOTS

Atlanta Falcons – 7 X 29 – BALTIMORE RAVENS

Tennessee Titans – 17 X 19 – WASHINGTON REDSKINS

Seattle Seahawks – 26 X 28 – SAINT LOUIS RAMS

Cleveland Browns – 6 X 24 – JACKSONVILLE JAGUARS

Cincinnati Bengals – 0 X 27 – INDIANAPOLIS COLTS

Minnesota Vikings – 16 X 17 – BUFFALO BILLS

MIAMI DOLPHINS – 27 X 14 – Chicago Bears

New Orleans Saints – 23 X 24 – DETROIT LIONS

Carolina Panthers – 17 X 38 – GREEN BAY PACKERS

KANSAS CITY CHIEFS – 23 X 20 – San Diego Chargers

ARIZONA CARDINALS – 24 X 13 – Oakland Raiders

New York Giants – 21 X 31 – DALLAS COWBOYS

San Francisco 49ers – 17 X 42 – DENVER BRONCOS

Houston Texans – 23 X 30 – PITTSBURGH STEELERS

 

Nota: as equipas que jogam em casa estão à direita, tal como é apresentado nos sites de desporto norte-americanos.

 

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE