December 10, 2018

Escrevi, antes desta época começar, que os “meus” Carolina Panthers podiam ter pela frente uma época de afirmação perante os pesos-pesados da NFL. E, passados quatro jogos, a minha previsão parecia… bem, um desastre. Apesar de demonstrarem a defesa intensa que tinham prometido, um misto de erros de concentração nos momentos decisivos e decisões conservadoras do treinador Ron Rivera deixou os Panthers com apenas uma vitória em quatro jogos e os seus fãs à beira de um ataque de nervos.

Mas depois veio uma vitória de 35-10 contra os Minnesota Vikings e outra por 30-15 contra os St. Louis Rams. Quando se juntou a essas duas importantes vitórias mais duas tareias aos Tampa Bay Buccaneers (31-13) e aos Atlanta Falcons (34-10), os Panthers chegaram ao jogo do passado fim-de-semana com uma winning streak a impulsioná-los.

Só que este não era qualquer jogo… Era um confronto contra os San Francisco 49ers, finalistas vencidos do último Super Bowl e a navegar a sua própria winning streak. As dúvidas continuavam a assombrar os Panthers e os seus críticos não se cansaram de apontar que todas as suas recentes vitórias tinham sido contra equipas fracas. Certamente a inexperiência dos Panthers os iria trair de novo e arrastá-los de novo para a realidade. Já chegava de sonhos irrealistas.

Quem acompanha a NFL já sabe o que aconteceu. Os Panthers venceram, num jogo que, apesar do escasso parcial (10-9), foi tudo menos um jogo aborrecido. Na verdade, foi um jogo que glorificou a verdadeira essência do futebol americano à antiga. Um jogo dominado pelas defesas, jogado nas linhas, com tackles destruidores seguidos de rushes demolidores. Foi uma batalha campal, no melhor dos sentidos. E, no fim, os jovens Panthers, liderados pela sua incrível defesa, saíram vencedores. Mais do que apenas um jogo, a jovem equipa ganhou o respeito dos seus pares. Já ninguém se poderá dar ao luxo de os menosprezar.

Será que Cam Newton continuará a demonstrar a mesma certeza e precisão na organização do muito eficaz jogo ofensivo da sua equipa? Será que o front seven liderado por Luke Kuechly continuará a destruir todos os que se atravessam no seu caminho? A única certeza que temos é que estes Panthers já não vão apanhar ninguém desprevenido. Os New England Patriots esperam-nos na próxima jornada e já sabem com o que vão contar.

Porque os Carolina Panthers já não são aquela pequena equipa do sul com sonhos utópicos de chegar aos playoffs. Esse sonho já se está a tornar realidade. Agora, os sonhos têm de almejar um pouco mais alto.

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE