December 10, 2018

Esta semana teve muitas jogadas espetaculares e jogos cheios de pontos e emoção. O tema de hoje, no entanto, é um pouco mais negativo – vou tentar analisar o que está a correr mal com várias equipas que eram consideradas “de topo” no início da temporada. Assim, para ajudar a aguentar a avalanche de negatividade que se vai seguir, sintam-se no direito de viajar para o fim do artigo para ver uma das várias jogadas incríveis com que fomos presenteados no passado fim-de-semana. Para já, vamos olhar para o que está a acontecer em Indianapolis:

 

O que se passa com os Colts?

De todas as equipas “grandes” que têm tido problemas no arranque, a que tem desiludido mais é, sem dúvida, a liderada pelo sobrenaturalmente bom quarterback Andrew Luck. Considerados os favoritos a dominar a sua divisão e até quase “passear” até às finais de conferência, os Indianapolis Colts foram dominados em dois jogos seguidos – primeiro contra os Buffalo Bills (14-27) e esta segunda-feira contra os New York Jets (7-20). Ambas as equipas que os Colts defrontaram são conhecidas pelas suas excelentes linhas defensivas, mas Andrew Luck também é suposto ser o grande candidato a MVP este ano. E com T.Y. Hilton, Andre Johnson, Donte Moncrief e Frank Gore a seu lado, é inexplicável que o ataque dos Colts esteja tão sem chama neste arranque. O ano passado, Andrew Luck terminou a época com 40 passes para touchdown e apenas 16 passes intercetados. Nos primeiros dois jogos, Luck tem mais interceções (5) que touchdowns (3). Mas nem toda a culpa pode ser colocada nos ombros de Luck. Por mais inesperada que esteja a ser a ineficiência ofensiva dos Colts, esta tem sido motivada por uma necessidade desesperada de recuperar terreno – e aí a culpa está toda na defesa. Tanto os Bills como os Jets são equipas conservadoras, com ataques medianos – mas ambas fizeram o que quiseram contra a defesa dos Colts. Tanto no running game como nos passes profundos para o espaço vazio na linha secundária, não há uma área no terreno que Indianapolis esteja a proteger adequadamente. É esperado que Andrew Luck, mais tarde ou mais cedo, revitalize o ataque dos Colts. É demasiado talentoso para não o fazer. Mas se a defesa continuar assim tão inepta, poderá ser irrelevante.

 

Os tropeções dos favoritos

Para além dos problemas já documentados com os Colts, vários outros favoritos começaram esta temporada com duas derrotas em dois jogos. Um dos que poderá causar mais estranheza será o começo coxo dos Seattle Seahawks, quando ainda no ano passado disputaram o Super Bowl. Ainda assim, eles são provavelmente os que têm menos razões para desesperar tão cedo. A derrota na jornada inaugural contra os Rams ocorreu num jogo emocionante (foi a prolongamento) contra uma jovem equipa em ascensão e não há vergonha nenhuma em perder com os Packers em Green Bay. Também os Baltimore Ravens se apresentaram, nas duas derrotas, em bom nível, apesar de nunca ser muito bom sinal perder contra os Oakland Raiders… Já os Philadelphia Eagles, estão uma desgraça completa. E como estou confiante, pelos indícios que têm dado, que a miséria vai continuar, vou deixar a radiografia das fraturas internas dos Eagles para uma próxima jornada.

 

SuperCam e outros voadores

Os quarterbacks desta liga serão os primeiros a admitir que ajuda muito ter receivers talentosos para garantir que fazem boa figura com os seus passes. Só nesta semana, por exemplo, vimos como A. J. Green saltou para segurar um passe de Andy Dalton…

 

… Julio Jones salvou acrobaticamente um passe falhado de Matt Ryan…

 

… Luke Wilson contorceu-se para ajudar Russell Wilson…

 

… e Danny Amendola voou para este passe de Tom Brady.

 

Mas, quando nada mais resulta, quarterbacks como Cam Newton têm de se tornar mais criativos.

 

Resultados 2ª Semana:

DENVER BRONCOS – 31 X 24 – Kansas City Chiefs

Houston Texans – 17 X 24 – CAROLINA PANTHERS

San Francisco 49ers – 18 X 43 – PITTSBURGH STEELERS

TAMPA BAY BUCCANEERS – 26 X 19 – New Orleans Saints

Detroit Lions – 16 X 26 – MINNESOTA VIKINGS

ARIZONA CARDINALS – 48 X 23 – Chicago Bears

NEW ENGLAND PATRIOTS – 40 X 32 – Buffalo Bills

San Diego Chargers – 19 X 24 – CINCINNATI BENGALS

Tennessee Titans – 14 X 28 – CLEVELAND BROWNS

ATLANTA FALCONS – 24 X 20 – New York Giants

Saint Louis Rams – 10 X 24 – WASHINGTON REDSKINS

Miami Dolphins – 20 X 23 – JACKSONVILLE JAGUARS

Baltimore Ravens – 33 X 37 – OAKLAND RAIDERS

DALLAS COWBOYS – 20 X 10 – Philadelphia Eagles

Seattle Seahawks – 17 X 27 – GREEN BAY PACKERS

NEW YORK JETS – 20 X 7 – Indianapolis Colts

 

Nota: as equipas que jogam em casa estão à direita, tal como é apresentado nos sites de desporto norte-americanos.

 

Pedro Quedas

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE