December 8, 2019

TÁ O NICO

ng3930668

Gaitán já não é jogador da LigaNOS. Leu bem. Se é adepto do Benfica, deve gostar de Nico Gaitán. Se é adepto do Benfica, TAMBÉM deve gostar de Nico Gaitán.

O Argentino deu vários momentos de magia ao nosso Campeonato. Foi, durante épocas a fio, o seu Melhor Jogador (mais virtuoso, nem sempre o mais consistente).

O Porto tinha Lucho como Patrão. O Benfica teve Aimar como Maestro.

Chegou a vez de Gaitán.

Quem dele se lembra a chegar à Luz, com 22 ou 23 anos, certamente ficou triste com a notícia da venda a um dos business partners preferidos de Luís Filipe Vieira: o Atlético de Madrid.

Numa transferência a fazer lembrar a de Simão Sabrosa – pelo timing, saem ambos com a mesma idade para fazer excelentes contratos – Gaitán sai para um Atlético de Madrid revigorado, turbo-aspirado a ensinamentos, vitórias e filosofia de Diego Simeone, um compatriota que certamente fará de Gaitán um jogador mais ‘operário’, colectivo. Nico nem sempre foi Este jogador de ajudar a equipa. Teve a sua fase Di María, de jogar para a bancada, aquele encanto Sul-Americano, aquela arte, aquele toque de calcanhar, aquele passe longo de levantar os Estádios. Com Jorge Jesus, soube ser mais importante para a equipa. Com Rui Vitória, foi decisivo para os números de Jonas e Mitroglu.

O Campeonato fica certamente mais pobre. Terá saudades de alguém que sempre se soube comportar. De alguém que sempre soube improvisar.

De alguém que nos dava o que não era suposto termos.

Até à próxima e boa sorte Gaitán!

 

TÁ A PREMIER

PL_Logos_Colours

A Barclay’s Premier League vai mudar muita coisa, incluindo a identidade visual (vai passar a chamar-se apenas Premier League). Nunca esteve tão Latina da vidinha, com Quatro Treinadores do Sul da Europa a tomarem conta dos principais candidatos ao título: Pep Guardiola no City, Mourinho no United (por confirmar), Conte no Chelsea, Wenger no Arsenal e Ranieri no Leicester (porque não, tratar o Leicester como merece).

Afinal, o Futebol dos dinheiros pode ter a sua Cinderela. Uma coisa era o Chelsea, um clube que já andava por lugares cimeiros e que até já tinha sido Campeão. A mesma coisa era o City, um clube popular e com pergaminhos pelo Campeonato Inglês.

Outra bem diferente, e uma lufada de ar fresco nos pachorrentos Campeonatos ditos ‘hegemónicos’, foi a campanha do sensacional Leicester, com vários pormenores deliciosos made in Ranieri, um treinador descredibilizado e anteriormente ‘morto e enterrado’ por gente como José e pessoas como Mourinho.

Das cinzas chegaram-nos nomes como Mahrez, Vardy, Kanté, Drinkwater, Wes Morgan, que conquistaram o coração dos amantes de outsiders e desafiaram tudo o que era lógica, previsão, certeza.

Caw-OyMW4AA_rZA

Para o ano, ninguém promete facilitar. Em Manchester, será travado um duelo de titãs. Pela primeira vez, Mourinho e Pep vão conviver na mesma cidade, num País e Imprensa que Mourinho conhece e domina melhor. Guardiola traz na bagagem um ‘Erasmus’ pela Alemanha órfão de títulos. Construiu uma excelente equipa para bávaro aplaudir na Bundesliga e uma equipa apenas… boazinha para a Champions.

Saiu por uma porta que não queria. Entra por outra que não conhece. Nas contratações, nas picardias, no Futebol jogado, vamos ter a velha estória de dois Homens que entretanto se habituaram a… perder títulos. Estão mais velhos. Menos pacientes.

Continuará Guardiola fiel ao ‘posse mais posse não engana’? Irá Mourinho mudar a sua filosofia de Defesa Sólida – Meio Campo de Combate – Um Avançado?

Estas e outras questões serão certamente rebatidas por Conte, que chega a Londres com a certeza que os Últimos Treinadores Italianos do Chelsea ganharam sempre qualquer coisa. Ancelotti foi Campeão. Di Matteo foi Campeão da Europa.

No Chelsea, é difícil prever o dia de amanhã. Conte gosta de Futebol de combate, de emoção, de ‘picardias’, trará mais emoção a Londres onde de repente, no PremierMaps, apareceu o Tottenham de Pochettino a jogar umas coisas.

Quanto a Wenger, ninguém arrisca. Será mais uma pré-época de promessas vãs para fazer aquele Campeonato do costume: quando pode atacar o primeiro lugar, entra numa febre de empates e derrotas que ninguém consegue explicar. Travará com Mourinho aqueles duelos que bem conhecemos…

Será certamente o Campeonato a seguir. E, de repente, todos já ouviram falar do Leicester.

 

TÁ O BRAGA

ng6842195

Num pachorrento jogo no Jamor, onde um dos pontos de interesse residiu na excelente (e tardia) exibição de André Silva, o Braga acabou de ‘enterrar’ a época absolutamente miserável do FC do Porto.

Há quem diga que Paulo Fonseca não fez muito mais que Sérgio Conceição. Mentira.

Paulo Fonseca meteu o Braga, a espaços, a jogar o Futebol mais atraente do nosso Campeonato, a par do Sporting Clube de Portugal.

Foi inteligente na forma como montou a equipa que, ao que parece, será desmembrada. Marafona foi herói inspirado numa remuntada Portista que não chegou a acontecer.

Pontos positivos para a época tristonha do Porto: sabe que terá obrigatoriamente que contratar um defesa-central que se preze, só para começar, porque a equipa jogou durante largos períodos, primeiro com Lopetegui, depois com Peseiro (vamos ser sérios: nunca uma dupla constituída por Lopetegui-Peseiro poderia parir Títulos conquistados; Lopetegui foi um fiasco de adaptação e Peseiro nunca foi um vencedor), com a motivação de um koala ou de uma preguiça. Mesmo.

O FC do Porto terá de fazer um retiro, uma longa introspecção, e saúda-se o espírito guerreiro dos homens do Minho que, desde 1966 não erguiam um caneco interno relevante. O último título conquistado pelos Bracarenses… foi com Jorge Jesus. E na altura chamava-se Taça Intertoto (também conquistaram uma Taça da Liga entretanto mas essa não vale).

O Minho tem sido feliz com os ares do Jamor. O Guimarães de Vitória já tinha feito a folha ao Benfica. Agora foi a vez do Braga, que sublinhou uma época consistente, interessante, graças ao trabalho de um treinador que já ninguém se lembrava o que andava para aí a fazer…

Fala-se de Nuno Espírito Santo para suceder a Fonseca.

António Salvador, muito provavelmente, assegurou não só a sua reeleição como Presidente do Clube como também as bases para uma possível ‘carreira política’: não esquecer que prometeu a Cidade Desportiva – cujas obras arrancaram em Novembro do ano passado; o Braga assume-se verdadeiramente como a 4º Maior Força Desportiva em Portugal, terá um Centro de Formação e um Pavilhão Multiusos – e a BragaTV vai para o seu terceiro ano de emissão. Há também projectos para uma equipa de futebol feminino.

‘Mágico Braga’ indeed!

 

TÁ O SOUSA

600

Tem sido interessante a ascensão de Sousa pelo ranking ATP. Já tínhamos dito que tinha jogo para ameaçar o top 20 – é constantemente referido pelos adversários como um tenista que tem uma classificação que não traduz o seu talento, tanto pelos veteranos como pelos newcomers – e para lá caminha se confirmar o bom arranque de época.

O EstorilOpen voltou a não interessar para coisa alguma – um 250 é um playoff de acesso à Liga Europa, conta ‘poucochinho’ – e Sousa até já faz carreira por esses Masters 500 e 1000 da vida.

Parece confiante e quando solta a direita, aliada ao seu ‘servição’, é um tenista duro de roer.

Passou a primeira ronda de Roland Garros e jogará a 2ª Ronda do Slam do pó-de-tijolo contra Gulbis, que já foi #10 do Mundo e semi-finalista neste Grand Slam, onde pela primeira vez numa data de anos, não está Roger Federer.

Parabéns João!

 

TÁ O MAX

maximberbe-1024x682

Não é todos os dias que um puto de 18 anos ganha uma corrida de F1 (tirou a carta em Setembro de 2015).

Aconteceu em Barcelona, num GP que cedo vitimou os dois Mercedes e cuja estratégia da Ferrari deixou o caminho aberto para o filho de Jos Verstappen (que mais não fez do que ir duas vezes ao pódio durante toda a carreira) ganhar uma Corrida de um Campeonato que tem, aqui e ali, revelado a Ferrari como uma equipa com que a Mercedes tem de se preocupar.

Kimi parece mais confiante, tal como Seb Vettel. A Redbull viu a sua polémica promoção (‘trocou’ Verstappen com Kvyat, tirando total confiança ao Russo que até nem se portava assim tão mal) surtir efeito e temos um vencedor de um GP que não é piloto da Mercedes.

Not bad Max. Not bad at all!

Ah, claro. Tìnhamos de deixar qualquer coisa gira do Raikkonen…

 

TÁ O SANTOS. O SANCHES. O SILVA. EPÁ TÁ PORTUGAL.

phpThumb

De saída, votos de um Campeonato da Europa que nos deixe orgulhosos. Já temos traumas que cheguem de Europeus e desta vez vamos a um País cujos Jogadores adoram malhar em ‘nózes’.

Pela primeira vez, há um claro sinal dado pelo Seleccionador de ‘alguma’ (ainda não foi de vez mas há bons indicadores) mudança. A nova geração já faz parte das escolhas (Gomes, Mário, William, Danilo). O ‘velhame’ continua com os seus cativos do costume (Nani, Quaresma, escolhas algo ‘fáceis’ e que mereciam melhor reflexão) e lá vamos nós com “fé no Melhor do Mundo”.

Cristiano tem feito uma época… gira e o grupo de Portugal soa a cagada mas pede seriedade. No Euro 2004 ninguém sabia o nome de um Grego e fomos ao lume bem rapidinho.

Historicamente, os nossos primeiros jogos são um desastre (a sério, mais vale ler no jornal do dia a seguir; joga-se pouco, há malta que parece que desaprendeu tudo) e só depois é que ‘aquecemos’ os motores.

Espera-se muito de um Seleccionador que até falou em ganhar a coisa. Haja trabalho. Dedicação.

Sim. Mesmo com aquele cartaz do Santos espalhado pelas ruas. É possível sonhar!

 

CUECAS

d1e9e080-5a17-11e3-80e5-7054d21a8f10

> Isco revelou que tem um cão chamado Messi

Messi revelou que cada vez que sai à rua para passear o seu cão, leva sempre um saquinho para “apanhar os Iscos e os Arbeloas”.

 

> Rooney gravou um spot de promoção para o novo filme dos X-Men

Terá estado melhor no anúncio do que no decorrer de toda esta época. Supostamente, Phil Jones tentou entrar no último filme mas disseram-lhe “foste o Senador do primeiro pá!”

> Está na relva o Campeonato Britânico de Cortadores de… relva

O Tribunal recusou a providência cautelar das Minhocas e Formigas e Lda.

Manuel Tinoco de Faria

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE