May 22, 2019

Contabilizem sete dias para assistirmos a uma desforra que, neste momento, ocupa todo o palco das apostas desportivas nos EUA. Dediquei, em artigo anterior, uma pequena síntese ao primeiro embate entre Floyd Mayweather (FM) e Marcos Maidana (MM). FM saiu, mais uma vez vencedor, confirmando a sua invencibilidade perante um adversário difícil, arrojado, audaz, que quase surpreendeu o legado impenetrável do americano. Talvez a prova mais difícil da sua brilhante carreira.

 

Mayweather (46-0, 26 KOs), 37 anos, de Las Vegas, e Maidana “El Chino” (35-4, 31 KOs), 31 anos, da Argentina, jogarão pela segunda vez no dia 14 de Setembro no já habitual “Coliseu”  MGM Grand, em Las Vegas.  É, para muitos, apenas a continuação do último embate no passado dia 3 de Maio. O canal Showtime produziu 3 episódios, dedicados à preparação dos dois atletas até o grande dia. Podem assistir aos mesmos no youtube. São publicados após estreia televisiva, sendo que o primeiro já está disponível. O segundo estreou no dia 6 de Setembro e o terceiro e último estreará dia 10.

 

Vejamos os últimos cinco combates de Mayweather: Marcos Maidan (win), Saul Alvarez (win), Robert Guerro (win), Miguel Cotto (win), Victor Ortiz (win). A pergunta é inevitável: O que é preciso para FM perder um combate? Ou melhor…O que precisa MM de fazer para vencer FM? A resposta vale milhões (muitos) e o título de campeão mundial.

 

Infelizmente para MM, esta resposta não existe, não há uma fórmula nem tão pouco uma estratégia prolífica que destitua FM do trono que ocupa. Ninguém ainda conseguiu contornar a precisão cirúrgica dos golpes de Mayweather, contornar a sua postura defensiva ou ainda expor os seus pontos fracos. Se de facto os tem.

 

MM terá de imprimir uma dedicação e esforço ímpares, terá de deixar o coração no ringue, terá de lutar até ao último fôlego, terá de assumir uma missão espartana, terá de alcançar um autodomínio mental absoluto e ter paciência tibetana para lidar com o jogo altamente psicológico e extenuante de FM.

 

O argentino assumiu a sua indignação no primeiro combate, dizendo que se sentiu roubado pelos juízes, que atribuíram a vitória a Mayweather, perante uma multidão divida em Las Vegas. As estatísticas, em golpes, acabaram muito próximas para os dois pugilistas, no entanto a precisão ganhou o dia. Talvez aqui Maidana consiga obter uma resposta para o sucesso: menos golpes, mais precisão, tentando manter FM a uma distância concretizadora. Coisa que não está ao alcance de todos, mas que MM conseguirá fazer melhor que muitos, uma vez que impôs ao americano o desafio mais escarpado da sua carreira, oferecendo um combate muito equilibrado no primeiro encontro. Apenas por isto é que “El Chino” decidiu pedir o “rematch”. Viu alguma água no fundo do poço.

 

Entretanto e inevitavelmente as trocas de “carinhos” já começaram entre os dois pugilistas, sendo que FM garantiu dar um extra, um prémio de jogo de 1 milhão e 500 mil dólares do seu próprio bolso ao argentino, caso saísse derrotado. Nada de mais, para quem tem uma fortuna avaliada em cerca de 400 milhões de dólares.

 

Tudo aponta para mais uma batalha épica, um embate histórico. Será que aquele último combate mais equilibrado e difícil para Mayweather, significa que o campeão aos 37 anos de idade está naturalmente a abrandar? Será que está, finalmente, a despedir-se e a arrumar as luvas? Seja como for, o argentino terá de ter uma prestação perfeita e imaculada para sair vencedor na noite de Domingo, dia 14 de Setembro.

 

Pedro Lisbon

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE