December 13, 2019

 

O tricampeão nacional procura um inédito tetracampeonato

 

O Benfica parte como favorito para vencer a Liga. Incontestável Campeão de Inverno, os encarnados fecharam a primeira volta com 4 pontos de vantagem para o segundo classificado, o FC Porto, e 10 pontos sobre o terceiro, o Sporting.

 

No entanto, o Benfica começou a segunda volta a perder com o Setúbal, no Bonfim, por 1-0. Ainda na ressaca da eliminação para a final da Taça da Liga frente ao Moreirense, o líder do campeonato não conseguiu manter a vantagem pontual que detinha, visto que tanto o Porto como Sporting venceram os respectivos jogos.

 

Relativamente ao mercado, o Benfica contratou o lateral esquerdo Hermes ao Grémio, o médio Filipe Augusto ao Rio Ave, o lateral direito Pedro Pereira à Sampdoria e deixou sair (do plantel principal) Gonçalo Guedes para o Paris Saint Germain. Fica a ideia que o Benfica saiu enfraquecido deste mercado. Gonçalo Guedes vinha sendo uma peça importante nesta temporada e não se encontra no plantel uma opção fiável a Pizzi ou Fejsa.

 

O FC Porto procura voltar a ser feliz quatro anos depois do último título nacional conquistado

 

Já o FC Porto começa esta segunda volta com uma vitória arrancada a ferros no terreno do Estoril por 2-1. Nuno Espírito Santo parece ter, finalmente, encontrado o rumo certo para a sua formação. O ataque ao mercado também foi cirúrgico, entraram Soares (ex-Guimarães) e Kelvin (regresso de empréstimo) e saíram Varela para o Kayserispor, Evandro para o Hull City, e ainda Adrián López (Villarreal), Sérgio Oliveira (Nantes) e Alberto Bueno (Granada). Resolvida a questão dos excedentários o Porto concentra-se na Liga dos Campeões, mas, sobretudo, no Campeonato. O Porto será, provavelmente, dos três grandes, o clube com menos pressão para vencer o Campeonato. Embora esteja há três épocas sem ser campeão, é compreensível, uma vez que Nuno Espírito Santo tem em mãos uma equipa jovem e que ainda precisa de ser muito trabalhada.

 

O Sporting procura um título que lhe foge desde 2002

 

Por sua vez o Sporting, que vinha de uma séria de maus resultados, terminando a segunda volta no terceiro lugar a 10 pontos do líder, venceu o Paços de Ferreira em Alvalade por 4-2, num jogo onde as debilidades defensivas da equipa ficaram uma vez mais à vista. No entanto, a equipa comandada por Jorge Jesus, continua a ter em Bas Dost um abono semanal. O internacional holandês é líder destacado na corrida à Bola de Prata com 16 golos, e é também líder na Bota de Ouro Europeia.

 

Quanto ao mercado, o Sporting surpreendeu pela negativa. Embora tenha despachado a maioria dos jogadores que pesavam na folha salarial, sem qualquer proveito desportivo, casos de Markovic, Elias, João Pereira, Meli e Petrovic, e tenha feito regressar mais-valias da Academia como Francisco Geraldes e Podence (ex-Moreirense), João Palhinha (ex-Belenenses), Ryan Gauld e André Geraldes (ex-Setúbal), as lacunas mais importantes do plantel não foram colmatadas, ou seja, a lateral esquerda e uma alternativa válida a Bas Dost (Castaignos tarda em afirmar-se).

 

 

Em suma, o Benfica parte mais uma vez como favorito para a segunda metade do campeonato. A distância pontual, embora seja curta, pode sofrer alterações significativas nesta 20a jornada, em que o FC Porto recebe o Sporting no Dragão. Se o Porto vencer, mesmo que o Benfica perca pontos, o Sporting fica muito mais longe de poder continuar a lutar pelo título, e mesmo o segundo lugar fica muito complicado. Se o Sporting vencer o jogo, o Benfica tem possibilidade de se distanciar do FC Porto, aumentando novamente a diferença pontual para 4 pontos. Havendo um empate, o Benfica sairá sempre a ganhar (isto, partindo do pressuposto que os encarnados vão somar 3 pontos na recepção ao aflito Nacional da Madeira).

 

Esta é então uma jornada, não decisiva, mas muito importante para as contas do título.

 

Conseguirão os encarnados regressar às vitórias depois de duas derrotas consecutivas? Será que o Sporting conseguirá resistir à pressão de ficar, virtualmente, arredado do título à 20a jornada ou será que o Porto de Espírito Santo vai, finalmente, começar a ganhar jogos grandes?

 

Paulo A. Correia

No Comments

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE